Amaer é homenageada pela Emater-MG

No dia 06 de dezembro de 2019 a Emater-MG completou 71 anos de história e, como acontece todos os anos no Dia Nacional do Extensionista Rural foi realizada uma solenidade, em Belo Horizonte, para homenagear quem faz parte dessa construção, bem como aqueles que já prestaram seus serviços e colaboraram muito para que a empresa chegasse ao patamar que está hoje.

A Emater-MG foi a primeira do setor criada no Brasil e é, hoje, a maior da América Latina, com atendimento de aproximadamente 400 mil produtores ao ano.

Neste ano, a Amaer foi homenageada em função de seus 30 anos de fundação e representada pelo atual presidente, Waldyr Pascoal, os ex-presidentes Sebastião Cardoso e Regina Campos e o sempre parceiro José de Castro. A Associação foi lembrada por seu papel agregador de ex-funcionários e colaboradores ainda da ativa da Emater-MG, bem como pelo trabalho para manter viva o congraçamento entre os aposentados e a memória da extensão rural.

Citando frase atribuída a famoso compositor e sambista brasileiro, o vice-governador Paulo Brant, que estava presente no evento, ressaltou a tradição da empresa e os novos tempos. “Ao vir pra cá, lembrei de Paulinho da Viola, que disse sobre a sua história: eu não vivo do passado, mas o passado vive em mim. Queria dizer que ele era aberto ao futuro, mas preservava a história dele, naquele samba antigo de raiz.  E a Emater é um pouco isso. É uma instituição que tem 71 anos e que, ao longo de sua tradição, foi fundamental nesse esforço empreendido de conquista do cerrado e da nossa agricultura tropical”, falou.