Amarildo Kalil – Presidente da Emater-MG

amarildo-kalil“AMAER faz a interlocução com os ex-funcionários da Emater”
Amarildo Kalil tem 52 anos e é natural de São Miguel do Anta, na Zona da Mata. Engenheiro agronômo e mestre em Engenharia Agrícola, é funcionário de carreira da Emater-MG desde 1985. Foi nomeado em março de 2015, pelo governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, para a presidência da Emater-MG.  

AMAER: Qual é o foco da nova gestão da Emater-MG?
Amarildo Kalil: O grande desafio da Emater-MG, atualmente, é promover a modernização da empresa, sem perder a sua essência, que consiste na assistência técnica e na extensão rural. A Empresa precisa voltar a ser referência em tecnologia. Vamos criar um programa contínuo de formação dos extensionistas, usando tecnologia em diversas áreas do conhecimento.

AMAER: Na visão do senhor, qual a importância da AMAER?
Amarildo Kalil: O trabalho de interlocução da AMAER com os ex-funcionários da Emater-MG é muito importante. Nossos colegas, que tanto contribuíram para o crescimento da Empresa, têm voz e precisamos que eles continuem compartilhando informações e conhecimentos, bem como possam usurfruir de uma série de benefícios oferecidos pela Asociação.

AMAER: Como Emater-MG e AMAER podem atuar juntas?
Amarildo Kalil: A parceria entre Emater e AMAER pode render bons projetos, como por exemplo, a preparação dos funcionários que estão perto da aposentadoria. Alguns técnicos enfrentam dificuldades para se desligar da empresa. Precisamos garantir que essa passagem seja tranquila e com qualidade de vida.

AMAER: Sobre o PDV, como estão as negociações para a continuidade do programa?
Amarildo Kalil: A proposta já foi aprovada. Mas o modo como o PDV vai ocorrer ainda está em negociação devido ao fluxo de caixa do governo do Estado. Minha expectativa é que a partir de setembro, deste ano, o processo possa ser iniciado.