Associado da Amaer, Wellington Barros, publica seu 17º livro

Dívidas e Dúvidas, este é o título do mais recente livro do associado da Amaer, Wellington Barros. Segundo o autor, o assunto tratado na obra acompanha qualquer pessoa, desde o nascimento até a morte. “Dúvidas e dívidas fazem parte da vida e a vida compõe-se das duas”, explica.

Barros conta que manteve esse título em banho-maria durante 30 anos. “Sempre deixava para o ano seguinte. Porém, o estalo se deu mesmo quando um deputado, amigo meu, se aconselhou comigo sobre se deveria ou não ir ao parlatório e quebrar o pau sobre grãos transgênicos. Perguntei-lhe: você tem certeza sobre o que vai falar? Ele respondeu: Não. Tenho algumas dúvidas sobre minhas certezas. Então o aconselhei: se você tem certeza que paira algumas dúvidas sobre este tema, sugiro que não fale nada. Ou que discorra sobre o assunto quando não tiver dúvida sobre sua certeza. Ou, simplesmente vá à tribuna e discorra sobre o tema, mas não quebre o pau”, lembra.

Para o autor, a mensagem que o livro quer transmitir aos leitores é a da parcimônia, da paciência, da necessidade de pesquisar mais, de investigar mais antes de uma decisão. Enfim, agir só quando não tiver dúvidas sobre sua certeza. E quanto às dívidas, fugir ao máximo delas. Contraí-las, somente quando puder pagar por elas.

Outro ex-funcionário da Emater-MG que participou do livro, na criação da capa, foi Beto Maia. “O primeiro trabalho que ele fez para mim foi em 1978. Portanto há 39 anos, quando publiquei, em parceria, um trabalho intitulado Drogas e o menor carente”, recorda.

Escritor por paixão, Barros já tem 17 títulos publicados e tenta manter uma média de um livro por ano. Ele conta que começou a escrever há mais de quarenta anos, mas nunca publicava. “Somente a partir de 1996, por sugestão de amigos, resolvi lançar meu primeiro livro, intitulado “As quinas do mundo”, conta.

E como era de se esperar, Barros já tem uma nova ideia a caminho. “Tenho um projeto bem ambicioso denominado, a princípio, “Um giro pelo mundo”, descrevendo viagens que realizei por este nosso Brasil afora e por mais 55 países dos diversos continentes. Mas, antes desse, deverei lançar o livro O Agrônomo cinquentenário”, afirma.

Se interessou pelo livro? Entre em contato com o autor pelo e-mail wabarros@oi.com.br e saiba como adquirir.