Ceres apresenta resultados dos Planos de Benefícios

A Ceres, mantendo o compromisso de informar sobre a situação da Ceres e dos planos de benefícios por ela administrados afirma que depois de dois meses seguidos que refletiram a crise gerada pela COVID-19, no mês de abril foi possível verificar melhora nos resultados.

Ao final do primeiro trimestre de 2020, a rentabilidade nominal acumulada dos investimentos foi de – 2,81%. O patrimônio total dos planos de benefícios fechou em R$8 bilhões os compromissos somaram R$7,85 bilhões no mesmo período.

Em abril, a Bolsa de Valores brasileira teve o primeiro mês de valorização no ano. A rentabilidade consolidada dos investimentos da Ceres no mês foi de 0,98%. O patrimônio total dos planos subiu de R$8 bilhões para R$8,1 bilhões. Por sua vez, os compromissos previdenciários – montante de recursos necessários para fazer o pagamento dos benefícios atuais e futuros – totalizaram R$ 7,88 bilhões. Continuamos numa situação positiva.

Apesar da recuperação, a situação ainda é de incerteza. Variações negativas podem ocorrer, mas elas são momentâneas, enquanto a estratégia de investimentos contempla um horizonte de longo prazo. A Ceres continua atenta, adotando as medidas necessárias para minimizar os impactos da crise.

O foco é manter a qualidade e a rentabilidade dos ativos das carteiras dos planos, utilizando os critérios estabelecidos para a análise dos riscos que envolvem os investimentos. No segmento de renda variável, a Fundação continua avaliando oportunidades de investimentos para reforçar a composição da carteira de ações. No segmento de renda fixa, estamos aproveitando a elevação das taxas ofertadas para adquirir títulos públicos.

Fonte: Ceres