Chico Pena: isolamento ao lado da família e fé em dias melhores

O extensionista aposentado, Francisco Gomes Pena, mais conhecido como Chico Pena, vive ao lado da família em Senador Firmino, na Zona da Mata mineira, e espera com fé que dias melhores virão. Ele conta sobre a nova rotina imposta pela pandemia, que desacelerou ainda mais a sua vida após a aposentadoria, em 2017. “Eu trabalhei ativamente por mais de 41 anos na Emater-MG, andava como um cigano para exercer minhas atividades na empresa e com essa pandemia me sinto como em uma ‘prisão domiciliar’. É muito difícil, mas o momento exige esse sacrifício para que todos possamos ficar bem e preservar nossa saúde”, afirma.

Ao lado da esposa, Maria Cristina, Chico Pena construiu uma família unida, com três filhos (Marcelo, Guilherme e Ricardo) e enaltece as duas netas, que são a paixão do vovô. “Minhas netas Marcela e Valentina são a minha riqueza, não há como mensurar o valor que elas têm em nossas vidas”, fala.

O sócio da Amaer lembra com carinho da convivência saudável que tinha com os colegas de trabalho, chamados por ele de irmãos e irmãs da família emateriana. “Tenho muito orgulho da história que construí na extensão rural e ao mesmo tempo também sinto saudade das trocas de experiências e das amizades construídas com as famílias rurais. Pretendo, quando for possível, reaver meus contatos com os amigos de extensão”, encerra.