Editorial: Boa sorte à nova gestão 2018-2020

Terminamos nossa gestão à frente da AMAER, referente a 2016 e 2018. Foram 2 anos de muita dedicação dos membros da Diretoria, Conselho Deliberativo, Fiscal e secretaria, realizando ações voltadas para o atendimento das expectativas do nosso quadro social.

A Amaer completa, este ano, 29 anos. Durante sua trajetória percebemos o papel importante que ela representou para seu quadro social, proporcionando um expressivo conjunto de benefícios. Uma característica que sempre marcou nossa entidade é a solidariedade. Não faltam voluntários abnegados, com vontade de servir, fazendo parte da gestão da Amaer.

Toda entidade precisa contar sua história. É preciso colocar um retrovisor e registrar, desde sua fundação, o empenho, a dedicação e esforço dos dirigentes que estiveram a frente da entidade. São pessoas que tiram um pouco do seu tempo de aposentado, para cuidar da associação. Da mesma forma é de vital importância buscar e resgatar o espírito dos primeiros tempos, mantendo um ambiente propício ao congraçamento, a manutenção dos laços de amizade e dos ideais que unem os associados.

A Amaer cresceu devido a um “fermento” muito importante: a dedicação de suas sucessivas diretorias, somada ao fato que a associação respondia a um dos principais anseios dos associados:  um ambiente de companheirismo, onde é possível manter o congraçamento daqueles que  se aposentaram, como funcionários da Emater-MG, ou nela trabalharam por algum tempo.

Nas últimas gestões, as Diretorias se esforçaram muito para a promoção e defesa dos direitos dos associados, sobretudo na atenção no que se refere a administração do patrimônio de seus associados junto à Ceres. Também foram tratados com muita atenção benefícios como o seguro de vida, planos de saúde, promoções sociais, ações na justiça visando garantir a revisão dos benefícios do INSS, FGTS, etc.

Ao final desta gestão fizemos uma reflexão como os propósitos por nós estabelecido se comportaram. Cumprindo dispositivos estatutários elaboramos o Relatório de Atividades que contemplou todas as realizações neste período. Ao final, verificamos que os objetivos que propusemos foram alcançados.

Minha história com a Amaer, data de 1999, após minha aposentadoria, quando me aproximei da associação. A época, José Alexandre era o presidente e eu queria continuar o convívio com os amigos que fiz quando estava na ativa.

Outro ponto que caracterizou esta aproximação foi o Fundo de Pensão Ceres, que estava com algumas dificuldades de equilíbrio, apresentando déficit. A partir desta época, intensifiquei mais minhas atividades na entidade e contribui como presidente da Amaer por sete anos, em diferentes gestões.

O trabalho realizado na Amaer foi muito significativo. Tem momentos em que paro e penso o quanto foi gratificante, juntamente com os 35 anos que trabalhei na Emater-MG. Carrego comigo o sentimento de contribuição e dedicação.

Assim, caros associados, ao finalizar nosso período de direção na Amaer, deixamos um agradecimento a todos pelo apoio, em especial à Emater-MG, e esperamos que a nova direção concentre esforços para crescimento da nossa associação.