José Eduardo Rasguido: Muito trabalho após a aposentadoria

Aposentado em março do ano passado, José Eduardo Aracena Rasguido continua a todo vapor após os 40 anos de serviço na Acar/Emater-MG. Grande conhecedor das áreas de suinocultura e piscicultura, Rasguido desenvolve vários trabalhos dentro e fora do país.

Desde o ano passado, o médico veterinário boliviano vai ao seu país de origem para participar da implantação de um complexo de piscicultura que compreende um frigorífico, laboratório para produção de alevinos, uma fábrica de ração e mais de 50 hectares para a produção de alevinos e peixes para consumo. “O investimento do governo da Bolívia é de aproximadamente R$ 100 milhões de reais para o desenvolvimento desse trabalho”, afirma.

Rasguido ainda conta que trabalha em cinco municípios da Bolivia com  1.500 criadores de peixes que serão beneficiados com o complexo boliviano. E não para por aqui, ele ainda desenvolve trabalhos no Acre e é o responsável técnico pelo serviço desenvolvido na Fazenda Ventania, no município de Espera Feliz, em um frigorífico. “Também tenho um projeto pessoal de piscicultura na represa de Três Marias e trabalho em Cataguases com um novo projeto (polo de piscicultura), para a produção de peixes e frigorífico”, revela.

Eduardo Rasguido conta que a demanda na área de piscicultura era muito grande quando se aposentou, motivo que o levou a trabalhar atualmente como consultor e responsável técnico em diversos projetos de piscicultura.

Numa das viagens à Bolívia foi recebido pelo presidente boliviano, Evo Morales, para tratar dos detalhes da implantação do complexo de piscicultura e de outras atividades de piscicultura em diversas regiões da Bolivia.