Júlio de Paula Barros: cultivo com satisfação e planejamento

O extensionista rural aposentado, Júlio de Paula Barros dedicou 38 anos a Emater-MG e hoje, na companhia de sua família, em Espera Feliz, na Zona da Mata mineira, se dedica a várias atividades.

Ele conta sobre suas produções. “Aproveitando os ensinamentos repassados por meus pais e também pelo meu serviço na Emater-MG, hoje trabalho com a cultura do café, feijão e uvas visando a comercialização desses produtos. Também trabalho na produção de alimentos para o consumo familiar com fruticultura, olericultura e condimentos”, conta.

Júlio diz que o sítio em que trabalha foi adquirido em 2016 e que foi em 2019 que realizaram a primeira colheita de café, uvas e feijão. Ele fala com satisfação do trabalho desenvolvido. “O que plantamos estamos colhendo, consumindo, comercializando e o excedente doando para entidades”, afirma.

O associado da Amaer não para por aqui. Ele ainda vislumbra trabalhar ainda mais no futuro. “Nosso sítio está localizado a 5km do Parque Nacional do Caparaó. Estamos preparando a propriedade para, nos próximos anos, receber turistas que visitam o parque e a região. Também queremos produzir uvas para mesa e sucos, comercializar cafés especiais empacotados em pó e em grãos, visto que estamos em uma região privilegiada para essa produção, a 1.160 metros de altitude”, explica.

Júlio de Paula Barros, como extensionista rural, já passou pelos municípios de Tocantins, Espera Feliz e Carangola.