Maria Cristina Sant’Ana: uma carreira de conquistas e muito conhecimento

Maria Cristina Gomes de Sant’Ana tem um currículo extenso e é uma grande conhecedora de carreiras profissionais. Natural de Dom Cavati, na região do Vale do Aço, a psicóloga, formada pela PUC Minas, começou a carreira pela Emater-MG, em 1978, mas antes disso, já havia adquirido muita experiência em outras empresas.

Começou a vida profissional como professora primária e veio para Belo Horizonte para aprimorar os estudos. “Atuei como professora até o quarto ano de Psicologia, quando fui colocada à disposição da Secretaria de Estado da Saúde para atuar na área de Psicologia da FHEMIG. Depois desse período, me formei e fui trabalhar na Itambé, onde trabalhei na implantação da Seção de Recrutamento e Seleção de Pessoal e também elaborei todo material para o Treinamento de Integração. Após mais de quatro anos dedicados a essa empresa fui trabalhar na Companhia Siderúrgica Pains e lá me coube implantar a Seção de Treinamento e Desenvolvimento. Em seguida dediquei meus esforços a empresa Acesita, outra siderurgia, onde também atuei na área de Recrutamento, Seleção e Desenvolvimento”, conta.

Com toda essa experiência e conhecimento, Maria Cristina chega à Emater-MG em junho de 1978 para atuar na área de Treinamento. “Minha atuação incluía desde a Coordenação da Capacitação Inicial até os Cursos de Pós-graduação, Mestrado, Doutorado. Atuei também como instrutora de Treinamento para secretárias e pessoas da área Administrativa”, afirma.

Reconhecida pela excelência do trabalho desenvolvido, Maria Cristina foi requisitada para repassar seus conhecimentos a Emater-DF. “Fui convidada para ministrar o Curso de Desenvolvimento Gerencial para os supervisores da empresa. Esse trabalho durou um bom tempo, pois o curso era constituído de três módulos, com 40 horas cada um e foi ministrado para duas turmas”, narra com orgulho.

A companheira de trabalho na Emater-MG, Eluse Duarte Coelho, fala sobre o trabalho desenvolvido por Maria Cristina. “Durante muitos anos Cristina foi responsável pela área de Capacitação de Empregados. Sempre muito correta e eficiente em todas as funções, participou também de um grupo que recebeu treinamento promovido pela Asbraer em duas etapas, nos anos de 1986 e 1987, nas cidades de Cuiabá e Campo Grande, respectivamente, com o objetivo de se implantar um projeto novo de Capacitação Inicial dos Técnicos recém-contratados pelas Empresas Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural, tendo um papel relevante no desenvolvimento da proposta na Emater-MG”, recorda.

Outra colega de trabalho que demonstra admiração pela carreira de Maria Cristina é a aposentada Nídia Borges. “A Cristina sempre foi muito alegre, amiga, competente, correta e responsável. No meu convívio diário com ela presenciei as inúmeras vezes em que ela ajudou muitas pessoas”, conta.

A jornada de Maria Cristina pela Emater-MG durou 18 anos. Mas ao se aposentar, em 1996, ela não ficou parada. Iniciou uma nova carreira como orientadora vocacional e conselheira de carreira, atuando até 2009. Nesse mesmo período também foi consultora do Sebrae, ministrando treinamentos no Programa Líder Cidadão.

Decidida a buscar novos ares, a associada da Amaer se mudou para Arraial d’Ajuda, no estado da Bahia, em 2011, para estar mais próxima do mar. Mas retornou a Minas Gerais após um ano e voltou a estudar astrologia. “Atualmente, tenho me dedicado apenas ao estudo da astrologia, analisando mapas para aquelas pessoas que sentem necessidade de se aprofundar no autoconhecimento”, revela.

Maria Cristina é uma associada participativa na Amaer, sendo secretária em três oportunidades, nas gestões de José Alexandre, Regina Campos e pela terceira vez no biênio 2016/2018, com Sebastião Cardoso. Ela afirma estar bem e busca valorizar o convívio com os amigos para trocar ideias.