Prazo para fazer a prova de vida foi prorrogado até 28/02

Mais de seis milhões de aposentados e pensionistas ainda não fizeram o recadastramento no INSS em 2017, necessário para que os benefícios não sejam suspensos. O prazo para o beneficiário provar que está vivo, que era até 31 de dezembro de 2017, foi prorrogado para o dia 28 de fevereiro.

Para não perder o benefício, o aposentado e o pensionista têm que ir até a agência bancária onde recebe o benefício e provar que está vivo. É preciso levar um documento oficial com foto: carteira de identidade, carteira de trabalho, a CNH, por exemplo. Mas atenção! Documentos antigos com fotografias difíceis de identificar não serão aceitos.

Quem não fizer a prova de vida terá o benefício suspenso e só voltará a receber após comparecer ao banco. As pessoas que conseguiram o benefício na Justiça, ainda que o processo não tenha chegado ao fim, também têm que fazer o recadastramento.

O aposentado ou pensionista que não puder ir até às agências bancárias por motivos de doença ou dificuldade de locomoção pode realizar a prova de vida por meio de um procurador, que deve ser previamente cadastrado no INSS.