Saiba como lidar com o isolamento social e preservar a Saúde Mental

O coronavírus chegou ao Brasil e com ele também surgiram algumas mudanças expressivas em nossa rotina. Isso porque o isolamento social é uma das principais medidas de segurança para evitar o contágio em grande escala.

Mas ficar isolado também pode trazer alguns sintomas desagradáveis para a nossa saúde mental.

A psicoterapeuta especializada em família e casal, Alexandra Paiva, fala sobre essas consequências para as pessoas acima de 60 anos. “Boa parte dos idosos hoje em dia são muito ativos, muitos trabalham, estudam e mantém uma rotina movimentada. Com isso, o isolamento social também traz prejuízos para esse grupo da sociedade, que pode apresentar sintomas como estresse, ansiedade e, em casos mais graves, depressão e síndrome do pânico”, fala.

As pessoas idosas, nesse momento, podem sofrer com a carência do contato com familiares e pessoas queridas. Para isso, as interações virtuais podem ser uma saída. Mas há também outras dicas da psicoterapeuta que podem auxiliar no período de isolamento:

  •  Organize uma lista com pendências, como arrumar o armário, organizar as fotos, dar uma atenção especial as plantas, selecionar itens para posterior doação. Coloque essas atividades ao longo da semana e vá executando;
  •  Aproveite o momento para aprender a usar ferramentas tecnológicas como WhatsApp para se conectar com a família.
  •  Dentro do possível, faça exercícios físicos em casa;
  •  Faça exercícios para a mente, como jogos de cartas, dominó, tabuleiro, caça-palavras, sudoku, palavras cruzadas, atividades manuais, entre outras.
  •  Aproveite para prender um novo idioma;
  •   Coloque a leitura em dia;
  •  Veja filmes e séries;
  •  Evite ficar focado no noticiário durante todo o dia, absorvendo informações pesadas. Escolha um horário para se informar e aproveite o tempo com outras atividades.
  •  E o mais importante, faça parte de um esforço coletivo e fique e casa.